Dicas de Mudanças

Sou dono de uma empresa de mudanças. Como driblar a crise?

As empresas devem encarar momentos de crise sempre com o pensamento positivo. Vou usar o exemplo que um querido ex professor de Marketing (Professor Amaral) nos passou em uma aula: “Enquanto uns estão chorando por algo de errado que aconteceu, a empresa que fabrica lenços de papel está sorrindo com o aumento das vendas”.
Com esse exemplo percebi que, em momentos de crise, o mercado estará bom para o mais forte e persistente sempre. Ao invés de chorar por uma coisa que deu errada, corra atrás para que dez coisas deem certo.

Na crise, as empresas que não conseguem lidar com situações difíceis e se adaptar ao momento,desaparecem. As que permaneceram é porque usaram de sua inteligência para criar inovações, criar algo que seja atraente à seu público-alvo.

As vezes, sua empresa não consegue fechar uma mudança pela falta de preparo no pré-atendimento ao cliente. Esse é o momento mais importante para você. É o momento do “ou vai ou racha”.

Para o pré-atendimento, aqui vão algumas dicas:

  • Procure responder os e-mails de clientes pedindo orçamentos rápido e tirando todas as dúvidas. Assim eles saberão que sua empresa tem a agilidade e a responsabilidade que eles esperam que tenham com seus bens na hora da mudança.
  • Contrate alguém para atender os contatos telefônicos. Há empresas em que o filho de 5 anos atende os clientes e depois repassa para o responsável. Isso mostra que a empresa não possui a infraestrutura nem para o pré-atendimento, imagine para fazer a mudança efetivamente.

Se mostrarem competência e preocupação em atender bem nessa hora, estarão dois passos à frente de outras empresas.

Empresas familiares devem tomar bastante cuidado. Sabe aquele ditado “Amigos, amigos. Negócios à parte”? Ele se encaixa perfeitamente aqui. Alguns parentes não são produtivos e pensam que por ser uma empresa de família eles nunca serão cobrados nem demitidos. Ai está o erro. Cobre todos os que não estão dando bons frutos para sua empresa, aqueles que fazem o serviço pela metade, com má vontade.Cobre todos independente da relação familiar ou amigável que tenham.
O mercado está competitivo demais. É necessário profissionalizar a empresa e exigir competência de todos.

Sabe o capitão? Imagina que ele está vendo uma onda chegar perto do navio e espera que isso aconteça para tomar alguma atitude. O navio pode afundar.
Ele nunca espera isso acontecer para jogar botes e tentar salvar uma parte da tripulação. Antes mesmo da onda atingir o navio, o capitão desvia sua rota para que não seja atingido.

Seja um capitão. Planeje tudo o que pode acontecer e o que fazer caso o pior aconteça. Empresas preparadas quase não sofrem em crises. Tenha bem claro os objetivos e a visão da empresa. Desenvolva um planejamento e faça revisões desse plano a cada bimestre para sempre estar atualizados de forças externas e internas.

Navegue com prevenção e fuja da crise!

Gostou da matéria? Semana que vem tem mais. Acompanhe por aqui, pelo nosso facebook https://www.facebook.com/guiademudancas/ e pelo Instagram @guiademudancas

Be the First to comment.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bitnami